Governo do RS recua, IPVA 2020 volta a ter parcelamento, e calendário não deve ser alterado

O governo do Rio Grande do Sul anunciou, na manhã desta terça-feira (5), após reunião com deputados estaduais, que recuou da decisão de antecipar o pagamento do IPVA 2020 e que vai manter as regras do calendário praticado este ano. O parcelamento, que havia sido suspenso, também foi retomado.

“O governo do estado está revendo esta posição e permanecerá, no ano de 2020, a forma de recolhimento do IPVA na forma anterior. Nós vamos manter na forma anterior para que se permita a discussão com sobriedade, sobre tranquilidade para os temas mais prementes do estado que envolvem as discussões que vão para a Assembléia Legislativa nos próximos dias”, disse o governador Eduardo Leite (PSDB).

Na segunda-feira (4), o executivo havia divulgado que o pagamento do ano seguinte deveria ser feito em janeiro, e não seria mais permitido parcelar o pagamento do imposto.

De acordo com Leite, houve uma incompreensão sobre a proposta de mudança no calendário.

“Se as pessoas a quem afetam as nossas medidas não conseguirem compreender, nós temos que ter a sensibilidade, com o dedo no pulso, acompanhar as reações, entendermos essas reações e tomarmos as medidas necessárias”.

A decisão de mudança no calendário de pagamento do IPVA, de acordo com o governador, foi tomada pela equipe da Secretaria da Fazenda após análise da crise financeira do estado.

“É um quadro fiscal dramático. O estado do Rio Grande do Sul, pela forma como ao longo de ano, décadas se comportou na sua despesa a qual é muito difícil de reduzir por conta do engessamento que se tem da despesa com folha de pagamento, previdência, por isso estamos dedicando ações estruturais, é um estado que tem uma demanda por recursos com urgência, especialmente no final do ano e início do exercício fiscal seguinte”, explicou.

Na semana que vem, o governo deve se reunir com os deputados estaduais para debater alternativas sobre mudanças do pagamento do imposto.

“Diante das tantas medidas duras que tomamos, falhamos ao não observar, falhei eu pessoalmente, a repercussão política que teria isso”, disse o governador.

Em relação às datas do calendário 2020, a Fazenda do RS não confirma que irá repetir a tabela de 2019. Um novo calendário (que correlaciona prazos com o algarismo final das placas) deve ser anunciado em breve.

voltar
© Copyright 2019