Grêmio patrola o Avaí na Arena e aplica uma das maiores goleadas deste Brasileirão

O Grêmio passou com sobra no que provavelmente tenha sido o último teste dos titulares antes da semifinal da Libertadores. Na noite desta quinta-feira (26), o Tricolor atropelou o Avaí na Arena, fez 6 a 1, uma das maiores goleadas do Campeonato Brasileiro, e chegou a sua quarta vitória seguida. Com o resultado, o time de Renato Portaluppi termina a 21ª rodada a apenas um ponto do G-6.
A vitória tricolor começou a ser construída cedo. Com 13 minutos já estava 2 a 0, gols de Diego Tardelli e David Braz. Luan, aos 37, e Luciano, aos 45, transformaram o placar em goleada ainda no primeiro tempo em um verdadeiro passeio gremista. Na etapa final, Cortez e André completaram o massacre.
O próximo compromisso do Grêmio é no domingo, às 16h, diante do Fluminense, no Maracanã, novamente pelo Brasileirão. A tendência é de que o técnico Renato Portaluppi use o time reserva em razão do jogo de ida da semifinal da Libertadores contra o Flamengo, na próxima quarta-feira (2), às 21h30min, na Arena.
Renato Portaluppi mantém o discurso de que o Grêmio pratica o melhor futebol do Brasil. Pois nesta noite, o Tricolor tratou de mostrar que pode, sim, reivindicar esse rótulo e fez o que se deve fazer diante de um time fraco: golear.
Logo aos 3 minutos, o placar foi aberto em um lance que começou com Everton. Ele chutou da entrada área uma bola que até não foi muito forte. O goleiro Vladimir deu rebote e Diego Tardelli apareceu em velocidade para empurrar para o gol e abrir o caminho para a vitória.
O gol cedo não fez o Grêmio diminuir o ímpeto. Aos 11, David Braz se antecipou na primeira trave em cobrança de escanteio e mandou para fora. Dois minutos depois, o defensor confirmou a fama de zagueiro artilheiro. Aos 13, em novo tiro de canto batido por Luan, Braz ganhou de Zé Marcos e testou com força. Dessa vez, Vladimir não tinha nada a fazer: 2 a 0.
Em desvantagem, o Avaí tentou sair para o jogo. A equipe catarinense até conseguiu equilibrar a posse de bola (terminou o primeiro tempo com 52%), mas finalizou apenas uma vez no gol, um cabeceio de Matheus Barbosa defendido por Paulo Victor. Já o Grêmio era certeiro em suas chegadas. Bastava o Tricolor acelerar para chegar ao gol de Vladimir. Aos 37, Luan recebeu de Tardelli e bateu ao seu estilo, de chapa, no canto. A bola morreu no fundo do gol: 3 a 0.
O placar já era de goleada, mas o gol mais bonito estava por vir. Aos 45, veio uma jogada para o torcedor gremista guardar na memória. A bola passou por Everton, Michel e Luan até chegar a Luciano, que acertou uma bomba para marcar o quarto ainda antes do intervalo. Foi o primeiro gol com a camisa do Grêmio do atacante, que ganhou a chance como titular porque Alisson sentiu um desconforto.
O Avaí voltou para o segundo tempo com uma troca no gol. Vladimir, que já sentia lesão durante a primeira etapa, saiu para a entrada de Glédson. Com o mesmo time, o Grêmio diminuiu o ritmo na etapa final. Mesmo atacando menos, o Tricolor chegou ao quinto em um lance que envolveu os dois laterais. Galhardo cruzou, a bola ainda passou por Luan e Everton antes de chegar a Cortez, que chutou teve desvio de Betão para marcar seu gol: 5 a 0.
Logo após o quinto gol, Renato Portaluppi fez as primeiras mudanças. André e Léo Moura entraram nos lugares de Luciano e Galhardo. O lateral-direito voltou aos gramados depois da lesão sofrida em 17 de agosto, no empate com o Palmeiras, pelo Brasileirão. Já o centroavante aproveitou as fragilidades do Avaí e também marcou o seu gols. Aos 24, ele recebeu cruzamento de Everton e desviou de cabeça para fazer o sexto. Mas, aos 40 minutos, Gegê descontou para os catarinenses ao acertar bela cobrança de falta: 6 a 1.
Com a vitória, o Grêmio chegou aos 34 pontos no Brasileirão e ficou a apenas um do G-6. Mais que isso, a sequência de bons resultados após a eliminação na Copa do Brasil dá confiança para os confrontos pela Libertadores com o Flamengo.

Fonte: Gaúcha ZH

voltar
© Copyright 2019