Na estreia de Zé Ricardo, Inter vence o Bahia e se aproxima do G-4 do Brasileirão

O Inter de Zé Ricardo deu as caras logo na estreia do técnico: com escalação e postura mais ofensivas, a equipe do técnico apresentado na segunda (21) bateu o Bahia por 3 a 2 na Arena Fonte Nova, pela 28ª rodada do Brasileirão. O resultado, construído com dois gols de Paolo Guerrero e um de Guilherme Parede, deixou o Inter na quinta colocação do campeonato, com 45 pontos — o mesmo número do Corinthians, que tem duas vitórias a menos e fica em sexto pelo primeiro critério de desempate. Os adversários marcaram com Artur e Juninho.
Antes de a partida iniciar, já havia a expectativa de que um novo Inter entrasse em campo na primeira experiência de Zé Ricardo como comandante colorado. Em sua apresentação, ele projetou mudança na atitude e, durante os treinos da semana, indicou que mexeria também na escalação. Na beira do gramado, instantes antes da bola rolar, ele justificou sua intenção ao posicionar apenas dois volantes, Rodrigo Lindoso e Edenilson, à frente dos zagueiros, e promover o ingresso de Neilton, Guilherme Parede e Wellington Silva no time: evitar que Guerrero ficasse tão isolado no ataque.
O que se viu em campo foi um Inter mais agressivo e compactado, com mais velocidade no ataque. A primeira chance perigosa ocorreu aos 10 minutos do primeiro tempo, quando Heitor alçou escanteio na área e encontrou Víctor Cuesta, que cabeceou e acertou a trave direita de Douglas Friedrich. O goleiro, um passo à frente da linha do gol, ainda viu a bola passar pelas suas costas e atingir a trave do lado oposto.
Aos 14, Guerrero avançou pelo meio e lançou Wellington Silva pela esquerda. Ele limpou o chute e arriscou de fora da área, obrigando o goleiro adversário a espalmar para evitar o gol. Dez minutos mais tarde,  o atacante serviu Neilton, que também tentou de longe. A bola passou rente ao travessão de Douglas.
À meia hora do confronto, o Bahia teve sua chance mais clara até então, quando Juninho cabeceou cobrança de falta erguida na área. Lomba viu a bola passando muito perto de sua meta. Àquela altura, os donos da casa se encontraram na partida e começaram a se impor mais.
O Inter, no entanto, voltou para o segundo tempo sem deixar o Bahia respirar. Logo aos três minutos, Guerrero recebeu de Parede dentro da área, chutou cruzado, abriu o placar e encerrou um jejum de gols, que já durava sete jogos.
Aos sete minutos, foi a vez de Parede guardar. Em posição regular, o atacante aproveitou a falha da zaga adversária, passou por Douglas e completou para o gol.
O time de Zé Ricardo continuava se impondo sobre o Bahia, mas, aos 25, em falha de Marcelo Lomba, a equipe de Roger Machado descontou com Artur. Mal deu tempo de o Bahia esboçar reação: aos 28, Guerrero fez o terceiro do Inter após jogada de Edenilson.
Aos 40, o Bahia descontou novamente. De dentro da área, Juninho aproveitou o rebote e, num chute forte, fechou o placar em 3 a 2. O time nordestino chegou a pressionar no fim, mas o Inter se segurou e confirmou a primeira vitória da Era Zé Ricardo.

Fonte: Gaúcha ZH

voltar
© Copyright 2019