No retorno ao Brasileirão, Grêmio goleia o Botafogo na Arena

Para curar a ressaca da goleada sofrida diante do Flamengo, o Grêmio precisava voltar a vencer imediatamente. E foi o que fez o Tricolor neste domingo (27) ao bater o Botafogo, na Arena, por 3 a 0. Maicon, Thaciano e Everton anotaram os gols. O resultado não faz o time subir posições na tabela do Brasileirão, mas ao menos o mantém na briga pelo G-6, ficando a apenas um ponto da zona da Libertadores.
Com o contestado André suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o técnico Renato Portaluppi teve uma briga a menos a comprar com os menos de 10 mil torcedores que foram ao estádio, apesar do tempo carrancudo e com chuva. Assim, Diego Tardelli foi escalado, mas apareceu mais recuado, no meio-campo. Dali, por exemplo, escorou para Everton experimentar o primeiro chute a gol. Depois, caindo pela direita, cruzou para Léo Moura acertar de primeira, sobre o travessão.
Para a função de centroavante, o escolhido foi Luciano. E foi ele quem, aos 11 minutos, saiu do meio dos zagueiros para exercer o papel de garçom, deixando Maicon na cara do gol, para tocar na saída de Gatito Fernández e abrir o marcador.
Em vantagem no placar, o Tricolor pode respirar mais tranquilo. É verdade que a partida também carecia de emoções, com muito mais divididas e faltas do que troca de passes. Aos 33 minutos, o marasmo foi interrompido por um forte voleio de Victor Rangel, após cobrança de falta. Mas o árbitro sinalizou um desvio no braço de Diego Souza, invalidando o lance.
A situação, ao menos, fez as duas equipes acordarem. Primeiro, com Diego Souza fazendo Paulo Victor se esticar todo para espalmar e evitar o empate botafoguense. Depois, também em chute de longe, Maicon testou Gatito. Porém, foi Luciano, em cobrança de falta que explodiu no travessão, quem levou o maior perigo.
Na volta do intervalo, nenhuma troca de peça ou de cenário. Ou seja, o Grêmio começou exatamente como terminou: finalizando de fora da área — desta vez com Everton, também parando no goleiro. Gatito, aliás, impediu outro gol tricolor quando, aos 15, Matheus Henrique invadiu a área e encheu o pé.
A superioridade, no entanto, precisava ser expressa nas redes. Pensando nisso, Pepê foi chamado para renovar o gás do ataque. Instantes depois foi a vez de Thaciano ingressar. Porém, por pouco o Botafogo não achou o empate quando Paulo Victor saiu mal do gol e viu Diego Souza cabecear por cima.
Era melhor não dar chance para o azar e, aos 25, o Tricolor encerrou com qualquer chance de empate. A defesa carioca tentou sair jogando e entregou o gol de presente ao Tricolor. Em passe de Everton, Tardelli saiu na cara do gol, mas carimbou Gatito. No rebote, Thaciano apareceu sozinho para empurrar para as redes: 2 a 0.
O Botafogo se jogou ao ataque para tentar descontar e acabou gerando ainda mais espaços, aproveitados pela velocidade de Everton. O terceiro gol veio após muito bate-rebate, com o goleiro salvando em cima da linha. Mas Cebolinha não perdoou. Nem poderia. A vitória fez o Grêmio lavar a alma e deixar o Flamengo para trás.

Fonte: Gaúcha ZH

voltar
© Copyright 2019